Strategy/Wikimedia movement/2018-20/Recommendations/Movement Strategy Principles/pt

From Meta, a Wikimedia project coordination wiki
Jump to navigation Jump to search
This page is a translated version of the page Strategy/Wikimedia movement/2018-20/Recommendations/Movement Strategy Principles and the translation is 100% complete.
Other languages:
Deutsch • ‎English • ‎Nederlands • ‎español • ‎français • ‎polski • ‎português • ‎русский • ‎العربية • ‎हिन्दी • ‎中文 • ‎日本語
Princípios da Estratégia de Movimento
O que é um princípio estratégico

Os princípios são as crenças fundamentais que orientam o trabalho no nosso Movimento. As recomendações da Estratégia de Movimento são construídas e serão implementadas com base nesses dez princípios. Eles estão integralmente conectados e, juntos, representam o que significa ser um usuário de Wikimedia.

Centralização nas pessoas

Centralização nas pessoas” significa que todos os aspectos do nosso Movimento precisam abordar as necessidades e os desafios das pessoas que alimentam o Movimento e às quais servem, para que cada uma possa contribuir da melhor forma para a soma do conhecimento humano. O nosso Movimento é alimentado por indivíduos e grupos, em sua maioria voluntários e parceiros que trabalham em diversas culturas e regiões geográficas. Essas partes interessadas têm necessidades exclusivas, que a tecnologia, as políticas, as práticas e as estruturas precisam abordar para que sejam capacitadas e possam contribuir sem barreiras. Para que o nosso Movimento cresça em diversidade, faz-se necessário o aumento da conscientização sobre as pessoas que estão ausentes. Para convidá-las, precisamos coletiva e inclusivamente assumir a responsabilidade e incentivar a mudança.

Segurança e proteção

O bem-estar, a segurança e a proteção de todos os participantes é um pré-requisito para o desenvolvimento e a sustentabilidade dos nossos projetos e das nossas comunidades. Sem o desenvolvimento fundamental de um ambiente seguro, será impossível ser inclusivo, crescer em diversidade, oferecer equidade de conhecimento, desenvolver parcerias e se tornar o sistema de suporte essencial do ecossistema de conhecimento livre. Os participantes devem se sentir seguros em espaços online e offline, e alcançar isso exigirá mudanças na cultura atual durante todo o Movimento. Em vez de simplesmente defender a segurança, investiremos em tornar o nosso ambiente seguro adotando políticas e fornecendo tecnologia, recursos e infraestruturas para preservação da privacidade e da segurança dos participantes do nosso Movimento.

Inclusividade e tomada de decisão participativa

A inclusão está na raiz do desenvolvimento de processos, práticas e estruturas para que o Movimento Wikimedia possa crescer em diversidade de perspectivas e identidades. Pretendemos construir a nossa infraestrutura fundamentada no desenvolvimento intencional da comunidade e abordando os privilégios existentes, bem como as barreiras à participação. Ao capacitar e desenvolver as habilidades das pessoas dentro do Movimento, aumentamos a acessibilidade, a usabilidade, a localização e o dinamismo do nosso ecossistema (plataformas tecnológicas, processos e estruturas organizacionais). As estruturas e plataformas precisam ser adaptáveis, não apenas para empoderar as pessoas que já estão no nosso Movimento, mas também incluir as pessoas que ainda se juntarão a nós e outras que tenham sido excluídas ou desconsideradas anteriormente. Isso é necessário para nos ajudar a preencher as lacunas na nossa representação de pessoas, gêneros e conteúdos. É necessário esforço intencional para assegurar que todas as vozes sejam incluídas e tenham um papel claro nos processos de tomada de decisão que as impactem e que impactam o nosso Movimento.

Equidade e capacitação

O esforço em prol da equidade exige que as partes interessadas da Wikimedia tratem todos de forma justa e em conformidade com as circunstâncias de cada pessoa. Os méritos de um movimento realmente aberto fundamentam-se em um processo em constante evolução de superação de desafios de capacidade (técnicos, administrativos, linguísticos, financeiros, etc.) para que as pessoas possam ser capacitadas e alcançarem seu potencial máximo. Representação e participação equitativas não são iguais a oportunidades iguais e acesso à capacitação. Uma política que se aplique igualmente a todos pode resultar em desigualdade se favorecer desproporcionalmente um grupo em comparação a outro. A igualdade exige a mesma coisa para todos; a equidade exige oportunidades em níveis adequados a cada comunidade e contexto, reconhecendo que algumas pessoas estão começando em desvantagem.

Subsidiariedade e autogestão

O nosso movimento tomará decisões no nível mais imediato ou local sempre que possível e abrirá caminhos para uma tomada de decisão mais participativa. Subsidiariedade significa que nossas comunidades online e offline ao redor do mundo devem tomar suas próprias decisões sempre que possível. Baseia-se na noção de que conseguem identificar suas próprias capacidades, oportunidades, necessidades e barreiras para a representação da soma do conhecimento humano em suas áreas respectivas de trabalho. Com responsabilidade e transparência, farão a autogestão dos próprios recursos e atividades, e resolverão suas respectivas necessidades de superação de obstáculos.

Contextualização

A contextualização nos permite reconhecer que não há um conjunto único de processos que sejam eficientes e eficazes em todos os lugares. Devido à diversidade do nosso Movimento, nosso trabalho e participação precisam ser avaliados e adaptados para vários contextos geográficos, culturais, sociopolíticos e econômicos à medida que nos adaptamos às mudanças no mundo. Reconhecemos que o que funciona em uma comunidade pode não se aplicar a outra. Para assegurar o crescimento contínuo e a sustentabilidade do nosso Movimento, precisamos apreciar as nossas diferenças e assegurar que o nosso ecossistema seja desenvolvido com flexibilidade e responsabilidade local. Isso garante que tenhamos uma base diversificada de participantes do Movimento e colaboradores apoiados por recursos, tecnologia e melhores processos localizados.

Colaboração e Cooperação

A colaboração e a cooperação orientam o nosso Movimento à medida que aproveitamos o nosso conhecimento coletivo, as nossas experiências e o nosso conhecimento especializado distribuído para melhorar a nossa eficácia e a resposta aos desafios. Grande parte da nossa força e do nosso impacto reside no desenvolvimento de relacionamentos colaborativos e no fortalecimento de parcerias com partes interessadas no ecossistema de conhecimento livre e além, e que tenham conhecimento e recursos que possam nos ajudar a inovar, adaptar e crescer. No nosso Movimento, prosperamos ao aprender uns com os outros e ao trocar habilidades, conhecimento, ferramentas, equipamentos e outros recursos para que todos ganhemos competência e possamos expandir o nosso impacto, participação e contribuição para todo o Movimento. A colaboração e a cooperação são incentivadas quando colaboradores e organizações em todos os níveis estão capacitados a trabalhar juntos, formar parcerias ou apoiar uns aos outros no desenvolvimento e no alcance de metas. A experiência e o conhecimento especializado sobre como expandir e fortalecer o nosso Movimento residem na troca recíproca de conhecimento do pessoal envolvido.

Transparência & responsabilidade

A transparência é fundamental para assegurar que todos possam entender claramente como nossos sistemas, governança e colaborações funcionam, e permite a participação e responsabilidade mútua. As nossas ações serão tomadas com o compromisso deliberado com a transparência e responsabilidade mútua. Um sistema construído pela colaboração dos participantes exige que todos sejam responsáveis pela saúde, resiliência e sucesso contínuos do sistema. Isso significa que cada pessoa compartilha, proporcionalmente, a responsabilidade pelo sucesso ou pela falha das ações que realizar (ou deixar de realizar) em nome do Movimento. Uma cultura transparente permite que todos compartilhem na mesma direção estratégica, desenvolvam confiança nos nossos projetos e promovam a confiança entre os participantes.

Eficiência

A eficiência nos mostra que os nossos processos, práticas e estruturas devem ser criados de forma que os nossos esforços e recursos sejam usados para alcançar seu máximo potencial de impacto. A eficiência é a capacidade de se evitar desperdiçar recursos para produzir um resultado desejado. À medida que implementarmos as recomendações da Estratégia de Movimento, construiremos o nosso conhecimento especializado, compartilharemos o nosso conhecimento, nos adaptaremos a contextos específicos nos quais uma abordagem geral não se aplique, e envolveremos significativamente as pessoas afetadas. A eficiência em uma estrutura amplamente distribuída e descentralizada, como o Movimento Wikimedia, só pode ser alcançada por meio de responsabilidade, transparência, coordenação e contextualização. Requer avaliações contínuas e periódicas para permitir aprendizagem e adaptação.

Resiliência

A resiliência assegura que o nosso Movimento seja flexível, adaptável a forças internas e externas e sustentável ao longo do tempo. Um sistema resiliente tem a capacidade de reagir e de se recuperar rapidamente de dificuldades e evoluir no processo de progressão em direção às suas metas. Ancorados em transparência e responsabilidade, podemos avançar na implementação dos processos, práticas e estruturas resultantes deste conjunto de recomendações da Estratégia de Movimento. Da mesma forma, por meio da avaliação e dos processos de tomada de decisão participativos, podemos ser dinâmicos, nos adaptar rapidamente a diferentes contextos e aprender com cada situação.