Diálogo dos Capítulos/Resumo

From Meta, a Wikimedia project coordination wiki
Jump to navigation Jump to search
This page is a translated version of the page Chapters Dialogue/Summary and the translation is 100% complete.
Other languages:
Deutsch • ‎English • ‎Nederlands • ‎dansk • ‎español • ‎français • ‎português do Brasil • ‎български • ‎русский • ‎العربية • ‎سنڌي • ‎中文 • ‎日本語
Diálogo dos Capítulos

Chapters Dialogue Header.jpg

Resumo

A Wikimedia é um movimento global: a Fundação Wikimedia, os capítulos da Wikimedia e as comunidades internacionais trabalhamr e lutam pelo Conhecimento Livre. Na Primavera de 2013, a Wikimedia Deutschland iniciou uma avaliação estruturada das necessidades dos movimentos das organizações, metas e histórias: o Diálogo dos Capítulos. Nicole Ebber liderou o projeto e contratou Kira Krämer, que adaptou a metodologia de Design Thinking ao processo.

No decorrer do projeto (agosto 2013-fevereiro de 2014), 94 representantes do movimento (voluntários e funcionários) dos capítulos, a Fundação Wikimedia, bem como o Comitê de Disseminaçao de Fundos e o Comité de Filiações foram entrevistados.

Os entrevistados falaram sobre a sua compreensão de papéis e relações dentro do movimento, das responsabilidades que vêm a se estabelecer um capítulo ou ao ser da WMF. Eles descreveram seus objetivos e histórias, que tipo de apoio necessitavam e quem eles acham que está em condições de oferecer esse suporte.

A síntese de todas as entrevistas resultou em uma visão global do movimento e um destilado das questões mais prementes. As descobertas e percepções cobrem estas principais áreas que tiveram uma grande influência sobre o movimento, como ele é hoje.

Falta de empatia e a persistência de narrativas antigas: Todos os conflitos descritos neste relatório são baseados em causas que estão profundamente enraizadas e se manifestam na percepção das pessoas sobre o outro e que ainda hoje persistem. Cada uma das partes no movimento tem suas próprias necessidades e tenta resolver problemas em seus próprios interesses, enquanto falta empatia para outras visualizações, opiniões, contextos e comportamentos.

Medindo o sucesso ao explorar um novo território: O movimento não tem uma definição do que impacto realmente significa para ela, como todas as atividades Wikimedia podem ser descritas como exploração de um território inteiramente novo. Os Capítulos têm dificuldades em provar que eles e suas atividades valem o que foi investido enquanto a WMF tem dificuldade em fornecer uma clara estratégia de movimento.

Estruturas organizacionais: As estruturas organizacionais têm crescido organicamente, sem qualquer recomendação oficial ou análise da melhor forma organizacional para alcançar impacto. A falta de um entendimento comum sobre o papel dos capítulos e contribuição para o movimento provoca graves inseguranças e alimenta conflitos e equívocos.

Decisões baseadas em dinheiro: A criação de um consenso sobre o dinheiro, a sua recolha e disseminação responsável (confiança dos doadores!) é quase impossível. O trauma Haifa persistentemente destrói a relação entre a WMF e os capítulos, alimentada por adicional desacordo sobre novos processos de captação de recursos e de doações.

A lacuna na liderança: Quem deve assumir o papel de liderança e como a liderança no movimento Wikimedia deve ser? Adotando o foco estreito, a WMF afirma claramente que ela não vê o desenvolvimento de entidades do movimento como sua tarefa. Os capítulos, por outro lado esperam que a WMF assuma um papel de liderança no desenvolvimento de capítulos, enquanto a WMF espera dos capítulos que sejam pró-ativos.

Nenhum desses conflitos podem ser vistos de forma isolada e nenhuma solução pode ser desenvolvida sem um conhecimento aprofundado e conversas francas sobre suas causas, em primeiro lugar. Consideramos, portanto, que seria altamente irresponsável sugerir soluções para qualquer um dos problemas descritos. Em vez disso, temos destilado perguntas difíceis a partir das ideias que precisam ser abordadas com urgência e respondidas de uma forma aberta e abrangente:

  1. O que nós, como um movimento, queremos alcançar? Mantemos um site ou abraçamos o conhecimento livre? Por que estamos fazendo as coisas que fazemos e para quê?
  2. Como definimos impacto ao explorar um novo território? E como podemos medir o sucesso?
  3. Qual é o papel da Fundação Wikimedia?
  4. Como se comunicar uns com os outros? Como podemos construir a empatia necessária e aprender uns com os outros? Como podemos superar a velha narrativa e percepções?
  5. De onde vem o dinheiro e para onde ele deve ir? O dinheiro deve ser o fator limitante quando se esforçando para o Conhecimento Livre?
  6. Qual de quadro de movimento é o mais adequado para cumprir a missão da Wikimedia?

A maneira como as coisas são, atualmente, inibem o movimento de lutar de forma eficaz pelo Conhecimento Livre. Em vez de usar todo seu potencial para continuar a missão, apenas se gira em torno de si mesmo. A missão comum está em sério risco se o movimento não atacar as causas de seus problemas.

Estas perguntas difíceis só mser abordadas de uma forma estruturada e profissional, com dedicação e empenho. Não sentido em tratar os sintomas e encontrar soluções para um único problema.

O Diálogo dos Capítulos conclui com a recomendação de construir sobre os conhecimentos e iniciar uma sequência: a concepção de um quadro para o movimento Wikimedia em que ela possa trabalhar com força e eficácia na sua missão de uma forma profissional, no entanto, manter-se fiel às suas bases e manter sua diversidade.

Interested in details?
Want to read the whole report offline?
Lost in report?