Bassel Khartabil

From Meta, a Wikimedia project coordination wiki
Jump to navigation Jump to search
This page is a translated version of the page Bassel Khartabil and the translation is 100% complete.
Other languages:
Bahasa Indonesia • ‎Bahasa Melayu • ‎Cymraeg • ‎Deutsch • ‎English • ‎Ladino • ‎Nederlands • ‎català • ‎dansk • ‎español • ‎français • ‎interlingua • ‎italiano • ‎magyar • ‎português • ‎português do Brasil • ‎sicilianu • ‎slovenščina • ‎čeština • ‎Ελληνικά • ‎башҡортса • ‎русский • ‎українська • ‎العربية • ‎فارسی • ‎中文 • ‎日本語

Lamentamos a perda de nosso colega Bassel Khartabil.

Bassel Khartabil em junho de 2010. Foto por Joi Ito.

Quem era Bassel Khartabil?

Bassel Khartabil era um desenvolvedor sírio de software de código aberto e voluntário da Wikipédia.
Ele foi um dos primeiros editores frequentes da Wikipédia árabe. Também já contribuiu para o Mozilla Firefox e projetou e guiou o projeto do Creative Commons na Síria. Seu trabalho na adoção das licenças Creative Commons árabes foi descrito como "essencial".
Bassel era uma figura amplamente reconhecida na crescente comunidade da Internet na Síria, e em 2013, a organização sem fins lucrativos Index on Censorship concedeu-lhe o Prêmio Liberdade Digital. Em 2012, a revista Foreign Policy incluiu-o em sua lista de Maiores Pensadores Globais por "insistir, apesar das dificuldades, numa revolução pacífica síria".

O que aconteceu com Bassel?

Bassel foi preso pelas forças de inteligência militar da Síria em 15 de março de 2012. Desde então, foi mantido na prisão sem acusação nem julgamento, e sofreu severa tortura e maltrato nas mãos da prisão síria, incluindo uma solitária de 8 meses.
Em dezembro de 2012, Bassel foi acusado sem um promotor militar. Durante sua breve audiência, não pôde se defender nem ter acesso à representação legal. A partir de então, foi aprisionado na Prisão de Adra, nos arredores de Damasco, a espera de um julgamento.
Em 3 de outubro de 2015, Bassel foi movido de sua cela civil a um local desconhecido, e nada foi falado desde então. Em novembro, relatórios não oficiais vieram à tona por sua família que ele teria sido sentenciado à morte por um tribunal militar secreto sem direito de recurso. Em agosto de 2017, revelou-se que Khartabil havia sido executado pelo regime sírio pouco depois do seu desaparecimento em 2015.

Quem apoiou Bassel?

Em abril deste ano, o Grupo de Trabalho da ONU sobre a Detenção Arbitrária solicitou a libertação imediata de Bassel, e descreveu sua detenção contínua como "arbitrária". Além disso, o Grupo especificou que o aprisionamento de Bassel constituiu uma violação dos Artigos 9, 14 e 19 do Pacto Internacional dos Direitos Civis e Políticos e notou que o governo sírio falhou no fornecimento de "quaisquer informações que poderiam indicar que a atividade pacífica do sr. Khartabil haveria constituído uma ameaça à segurança nacional ou à ordem pública".
Subseqüentemente, mais de 30 organizações de direitos humanos (incluindo a Anistia Internacional, Human Rights Watch, o Index on Censorship e Gulf Center for Human Rights) assinaram uma carta aberta exigindo que o governo sírio revelasse o paradeiro de Bassel e que o reunisse com sua família. O Conselho de Diretores do Creative Commons aprovou uma resolução exigindo a libertação de Bassel, e o MIT Media Lab ofereceu a Bassel um cargo como investigador científico no Centro para Mídia Civil a fim de trabalhar em projetos para tornar a história da Síria disponível para o mundo.
A Fundação Wikimedia, organização por trás da Wikipédia, também apoiou a libertação de Bassel. Além de informar a imprensa sobre a situação de Bassel, a Fundação falou sobre isso publicamente em eventos e na mídia social. Em março de 2014, esta organizou um edit-a-thon da Wikipédia em honra a Bassel, e manteve contato com sua família.
#FreeBassel – Foto por Kennisland


Onde posso me informar mais sobre Bassel?

Há artigos da Wikipédia sobre Bassel em mais de 15 idiomas, incluindo em inglês, árabe, francês, alemão, espanhol e outros (Todos ligados a seu item no Wikidata).
Experimente também estas ligações (em inglês):